Marco Tulio Urologista
Logo Instituto Cavalcanti
Instituto Cavalcanti

Próstata aumentada: entenda o que é, causas, sintomas e como tratar

Compartilhe

Próstata aumentada: entenda o que é, causas, sintomas e como tratar

A próstata aumentada, também conhecida como hiperplasia prostática benigna, é uma condição que atinge a maioria dos homens à medida que envelhecem. Esse aumento pode comprimir a uretra, diminuindo o seu calibre e dificultando ou impedindo a passagem da urina.

Além disso, o aumento da próstata traz inúmeros problemas que impactam significativamente a qualidade de vida do homem, principalmente no que se refere ao comportamento miccional, mas também afeta a ejaculação, e, em alguns casos, pode prejudicar até a função erétil.

A próstata aumentada é uma condição que acontece com boa parte dos homens a partir da meia idade. Esse problema é natural do organismo adulto, no entanto, quando esse crescimento ocorre desproporcionalmente, é conhecido como hiperplasia prostática benigna. 

Apesar de ser um problema mais evidente a partir da meia idade, aproximadamente 8% dos homens podem ter esse problema antes de chegar aos 40 anos. Entre os 50 e 60 anos, esse percentual sobe para 50%, e aos 70 anos, 80% dos homens manifestam esse estado.

O aumento prostático resulta na compressão da uretra, uma vez que a glândula a envolve, ocasionando modificações na funcionalidade da bexiga.

Agora que já sabemos o que é e como é feita a cirurgia de próstata aumentada, se você está com problemas que estão afetando também a sua vida sexual e deseja realizar um tratamento completo e eficaz, o Instituto Cavalcanti tem um atendimento especializado para seu caso.

Somos um centro especializado em saúde masculina e performance sexual. Nossa missão é oferecer atendimento multidisciplinar para a recuperação, otimização da capacidade física, mental e sexual de cada paciente.

A próstata aumentada, também conhecida como hiperplasia prostática benigna, é uma condição que atinge a maioria dos homens à medida que envelhecem. Esse aumento pode comprimir a uretra, diminuindo o seu calibre e dificultando ou impedindo a passagem da urina.

Além disso, o aumento da próstata traz inúmeros problemas que impactam significativamente a qualidade de vida do homem, principalmente no que se refere ao comportamento miccional, mas também afeta a ejaculação, e, em alguns casos, pode prejudicar até a função erétil.

Com a finalidade de esclarecer as maiores dúvidas acerca do tema, neste post, vamos explicar o que faz a próstata aumentar de tamanho, suas principais causas, sintomas e formas de tratamento. Boa leitura!

O que é próstata aumentada?

A próstata aumentada é uma condição que acontece com boa parte dos homens a partir da meia idade. Esse problema é natural do organismo adulto, no entanto, quando esse crescimento ocorre desproporcionalmente, é conhecido como hiperplasia prostática benigna. 

Apesar de ser um problema mais evidente a partir da meia idade, aproximadamente 8% dos homens podem ter esse problema antes de chegar aos 40 anos. Entre os 50 e 60 anos, esse percentual sobe para 50%, e aos 70 anos, 80% dos homens manifestam esse estado.

O aumento prostático resulta na compressão da uretra, uma vez que a glândula a envolve, ocasionando modificações na funcionalidade da bexiga.

Estrutura da próstata

A próstata é composta por duas regiões principais: a porção externa e a porção interna, isto é, funciona como se fossem duas estruturas completamente independentes.

É sobre a porção externa que estão localizados os nervos responsáveis pela ereção e potência sexual. Já na porção interna é onde se desenvolve o aumento da próstata, causando um estreitamento da uretra (canal urinário), que passa justamente pelo meio da glândula.

O que causa a próstata aumentada?

O que causa o aumento da próstata é o envelhecimento natural dos homens. Contudo, existem outros motivos que contribuem para o crescimento dessa glândula, como:

● Hereditariedade;

● Sedentarismo;

● Certas condições médicas, como obesidade e diabetes, histórico familiar e alterações genéticas;

● Alterações hormonais: aumento do estrogênio e da testosterona.

Leia mais:

Como melhorar a ereção

Próstata aumentada: sintomas mais comuns

Os sintomas de próstata aumentada surgem a partir de mudanças na frequência miccional, após uma sobrecarga da bexiga, esses sinais podem ser classificados entre duas categorias: esvaziamento e armazenamento.

Sintomas de esvaziamento

● O paciente tem dificuldade para urinar;

● Jato urinário fraco;

● Jato urinário interrompido;

● Gotejamento após a micção;

● Dificuldade de esvaziar completamente a bexiga.

Sintomas de armazenamento

● O paciente tem dificuldade de armazenar a urina e a todo instante deseja ir ao banheiro;

● Urgência urinária;

● Incontinência urinária;

● Noctúria.

Como diminuir a próstata aumentada?

Ao sentir algum tipo de desconforto ou sintomas de próstata aumentada, o correto é que o paciente procure ajuda de um médico urologista.

Ele será responsável por apresentar o melhor tratamento terapêutico conforme as condições do homem, como idade, condições físicas e até mesmo o nível do crescimento da próstata.

Dessa forma, as abordagens podem ser desde mudanças no estilo de vida, uso de medicamentos e até intervenções cirúrgicas.

Qual o melhor remédio para próstata aumentada?

Na maioria das vezes, a primeira forma de tratamento para HPB são certas medicações, utilizadas para diminuir os sintomas e melhorar a qualidade de vida do paciente.

Os medicamentos para próstata aumentada podem ser classificados em dois grupos diferentes. São eles:

Inibidores de 5-alfa redutase: é caracterizado por reduzir o volume da glândula por bloquear a formação da Diidrotestosterona (hormônio mais potente que a testosterona que está relacionado com virilidade, libido, queda de cabelo, aumento da próstata, dentre outras funções);

Medicamentos alfa-bloqueadores: é responsável por diminuir a resistência do fluxo urinário, além de relaxar a musculatura da próstata e parte inferior da bexiga.

Quando os remédios não surtem efeito, é preciso que o homem realize outras opções de tratamento.

O paciente e o urologista, podem também optar por um procedimento para murchar a próstata se houver efeitos colaterais dos medicamentos ou se o paciente optar por uma solução mais definitiva e não paliativa.

Existem procedimentos cirúrgicos e não cirúrgicos para tratar o aumento da próstata.

Procedimentos cirúrgicos

Durante muitos anos, a única maneira para tratar a hiperplasia prostática benigna era fazer uma cirurgia por via aberta.

Contudo, com as novas tecnologias, surgiram procedimentos menos invasivos, que consistem em incisões na própria glândula, sem a necessidade de cortes em outras estruturas. As abordagens cirúrgicas mais indicadas pelos especialistas são:

Cirurgia por via aberta

Essa técnica consiste na retirada da porção interna da próstata por uma abordagem aberta, na região suprapúbica, o que prevê uma incisão maior.

Incisão Suprapúbica: a incisão vai do umbigo até o osso púbico. 

RTU da próstata

O procedimento é realizado com um endoscópio que percorre a uretra para alcançar a glândula. Com o ressectoscópio, é feita uma raspagem do órgão, cortando pedaços da glândula e promovendo a desobstrução da uretra.

Enucleação da próstata

A cirurgia da próstata a laser pode ser de 2 tipos:

  • Com laser – HoLEP (Holmium Laser Enucleation of the Prostate);
  • Com energia  elétrica – BipoLEP (Bipolar Enucleation of the Prostate):

❖ HoLEP: o laser libera o “miolo” da próstata acompanhando o plano da cápsula, em um único bloco, que depois é triturado através de um aparelho chamado morcelador. Por acompanhar o plano da cápsula, trabalhos mostram que há menor sangramento, menor tempo de internação,menor tempo de uso de sonda, retirada de maior quantidade de tecido, além de menores taxas de necessidade de novo tratamento no longo prazo quando comparados com a RTU de próstata;

❖ BipoLEP: Funciona exatamente da mesma forma que o HoLEP. Trabalhos mostram que as duas técnicas tem resultados comparáveis. O que muda é apenas a forma de energia utilizada para liberar o miolo da próstata.

     Vaporização da próstata

  • GreenLight Laser: é uma vaporização para eliminar o miolo da glândula. O procedimento funciona de forma parecida com a RTU de próstata. Só que ao invés de utilizar energia elétrica, utilizar o laser verde.

 Procedimento por videolaparoscopia

Intervenção cirúrgica na qual são feitas pequenas incisões na região inferior do abdômen, para permitir a entrada de um laparoscópio com vídeo na ponta e instrumentos que farão a remoção do núcleo aumentado da próstata.

Cirurgia robótica

Na prostatectomia por via robótica são realizadas pequenas incisões por onde o médico irá inserir instrumentos para obter uma visualização interna do abdômen e realizar a retirada do tecido prostático. Procedimento é semelhante à laparoscopia, só que assistido por braços robóticos, comandados por um cirurgião.

Terapias modernas que murcham a próstata e podem preservar a ejaculação: 

Rezum

O Rezum (Terapia por vapor de água) é um procedimento simples, rápido e seguro. A intervenção é minimamente invasiva, realizada em regime ambulatorial (sem necessidade de internação, paciente faz o procedimento e é liberado para casa após seu término), com sedação acompanhada de um anestesista, de forma que o paciente não sente qualquer dor durante todo o procedimento.

O equipamento utiliza um dos elementos mais simples da natureza (vapor de água), para promover a eliminação das células prostáticas aumentadas. Com doses controladas de energia térmica, o vapor é direcionado para as células da glândula.

Essas células acabam sofrendo reabsorção pelo próprio organismo, diminuindo o tamanho do órgão e promovendo melhora do fluxo urinário.

Uroliftt

É um procedimento onde coloca-se grampos por dentro da próstata para suspender os lobos e abrir passagem para urina.

O Instituto Cavalcanti oferece três tipos de tratamentos para os pacientes que sofrem com problemas de próstata aumentada. Os métodos utilizados são: Rezum, HoLEP e BipoLEP.

HoLEP e BipoLEP

São técnicas utilizadas para realizar a enucleação endoscópica da próstata. O termo enucleação significa retirar todo o miolo da glândula (porção interna), ou seja, todo o tecido que cresceu e impediu a livre passagem da urina. Já a palavra endoscópica significa utilizar uma via natural já existente, neste caso a uretra.

A diferença entre esses dois métodos está apenas no tipo de energia utilizada durante o procedimento. Portanto, a enucleação da próstata pode ser feita com diferentes tipos de energia e com os mesmos resultados. O HoLEP é feito com Laser de Holmium, já o BipoLEP com energia bipolar.

Banner Cavalcast

A próstata aumentada causa impotência?

A próstata tem um papel importante no processo de ejaculação, mas não na ereção. A função sexual masculina depende da normal interação entre os sistemas hormonais, neurológicos, vasculares (arterial e venoso) e psicológicos.

Portanto, se houver uma alteração em qualquer um deles, é possível que aconteça algum tipo de disfunção erétil, resultando na impotência sexual.

Assim, a hiperplasia prostática benigna tem fatores de risco parecidos com a impotência, idade e síndrome metabólica são exmeplos. Sendo assim, podemos afirmar que a próstata aumentada por si só não causa impotência sexual.

Próstata aumentada tem cura?

Sim, a próstata aumentada pode ser curada por meio de um tratamento adequado. Quando realizado da forma correta, o tratamento é bem sucedido e o paciente apresenta melhora nas taxas de fluxo de urina e nos demais sintomas da hiperplasia prostática benigna.

Veja também:

Cirurgia no pênis

Tratamento para próstata aumentada no Instituto Cavalcanti

Agora que já sabemos o que é e como é feita a cirurgia de próstata aumentada, se você está com problemas que estão afetando também a sua vida sexual e deseja realizar um tratamento completo e eficaz, o Instituto Cavalcanti tem um atendimento especializado para seu caso.

Somos um centro especializado em saúde masculina e performance sexual. Nossa missão é oferecer atendimento multidisciplinar para a recuperação, otimização da capacidade física, mental e sexual de cada paciente.

Agende uma consulta com um de nossos especialistas agora mesmo e conheça todos os tratamentos disponíveis.

Preencha os campos abaixo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sumário

Veja também