Ter bolinhas no pênis é normal?

Conteúdo

Já percebeu se você tem umas bolinhas no pênis, mais especificamente ao redor da glande? Sabe do que se trata? Será normal ou é alguma doença? Veja neste texto, o que pode ser bolinhas no pênis e se existe algum tratamento. Boa leitura! Bolinhas no pênis: o que pode ser? As bolinhas pequenas no pênis podem aparecer circundando a glande, na região conhecida como coroa (sulco coronal), que é a borda arredondada da cabeça do pênis. Quando são protuberâncias indolores que circundam a glande em 1 ou 2 fileiras, que podem ser tanto da cor da pele como brancas, são conhecidas como Glândulas de Tyson ou pápulas peroladas. Se chamam assim porque foram descobertas pelo cientista britânico Edward Tyson, em 1694. Em alguns casos, essas bolinhas no pênis podem apresentar um tamanho mais avantajado e causar preocupação nos homens. Muitas vezes, são mais planas e semelhantes a bolinhas, em outros casos se assemelham a pelinhos cor de pele na glande. No entanto, não se trata de uma doença sexualmente transmissível, na verdade, são estruturas naturais e benignas do próprio corpo masculino, pois são glândulas sebáceas que promovem mais lubrificação para a relação sexual e também protegem a região. Essas pápulas estão presentes desde o nascimento no órgão genital dos homens, geralmente, começam a ser mais notadas quando há uma alteração hormonal, por isso, ficam mais evidentes na puberdade. Quando os homens têm por volta dos 20 a 30 anos também passam a ser mais evidentes, especialmente quando o pênis está ereto. Com o órgão rígido, as bolinhas ficam mais crescidas também. Essas bolinhas no pênis aparecem mais nos homens negros e naqueles que têm prepúcio. Mas, apenas 10% dos homens apresentam essas glândulas exócrinas muito aumentadas. Leia mais sobre: Pênis inchado Pênis torto Há algum tratamento para as glândulas de Tyson? Não é necessário nenhum tratamento para essas bolinhas no pênis, já que são estruturas naturais e benignas, não causam nenhum sintoma como dores ou coceiras, apenas produzem o esmegma, que é importante para a hidratação local e lubrificação durante o ato sexual. Em momentos que não seja necessário, essa substância natural produzida pelas glândulas de Tyson no organismo masculino pode ser eliminada com uma boa higiene pessoal. Porém, o que muitos homens não gostam nelas é a própria aparência, porque temem que suas parcerias sexuais pensem que eles estão com alguma doença sexualmente transmissível. Não é necessária a remoção das glândulas de Tyson, mas há sim uma forma de removê-las, que é a eletrocauterização. Esse é um procedimento bastante rápido, que pode ser realizado por um especialista em até 15 minutos no próprio consultório médico, com anestesia local. No entanto, vale alertar que só deve ser realizado por um médico com experiência em estética genital, porque a cauterização deve ser realizada de forma precisa, sem se aprofundar demais ou de menos. E nunca é demais lembrar que um procedimento para eliminar as glândulas de Tyson não deve ser realizado de forma caseira por quem não tem conhecimento médico, porque a pessoa pode correr o risco de causar uma cicatriz no órgão sexual. A alta é em seguida ao procedimento, porém, a orientação médica é que o paciente só retome a vida sexual quando a área estiver completamente cicatrizada. Para ajudar nessa recuperação, o paciente receberá prescrição de analgésicos para dor e antibiótico tópico. Existem outras condições que causam bolinhas no pênis? Em muitas situações, as bolinhas brancas no pênis não se tratam de glândulas de Tyson, mas sim de grânulos de Fordyce. Essas bolinhas são glândulas sebáceas aumentadas que podem acometer todo o corpo do pênis e até a região escrotal. São formações que também são benignas. Porém, assim como os homens se sentem constrangidos com as glândulas de Tyson, podem se sentir envergonhados com a aparências dessas estruturas salientes que também podem parecer bolinhas de pus no pênis e dão aspecto áspero ao órgão sexual. Quando as bolinhas no pênis são perigosas? Quando os homens notam que estão com bolinhas no corpo do pênis ou no meio da glande, ele poderá sim estar com uma HPV, que são verrugas ásperas que caracterizam uma doença sexualmente transmissível. Neste caso, também é importante buscar um urologista, para que ele peça todos os exames que vão comprovar o diagnóstico. Além disso, vale dizer que essas verrugas jamais podem ser tratadas em casa, porque o paciente corre diversos riscos. Não basta apenas remover a estrutura, existem outros cuidados que devem ser realizados com acompanhamento médico quando uma pessoa tem uma DST, como o tratamento conjunto dos parceiros sexuais. Conclusão Vale lembrar também que as bolinhas no pênis podem ser apenas um pelo encravado ou uma espinha na região peniana. Caso transcorra um certo tempo e a estrutura não suma, é muito válido buscar um médico para entender outras causas. Mas se já identificou que têm Glândulas de Tyson ou Grânulos de Fordyce, saiba que, atualmente, existe uma grande busca pelos procedimentos de estética sexual que estão melhorando a aparência dos órgãos sexuais, para proporcionar também mais autoestima também no momento do sexo. Se o paciente decide fazer um procedimento estético na região peniana, deve sempre pensar em buscar profissionais que tenham conhecimento e experiência para tratar todos os casos.

Já percebeu se você tem umas bolinhas no pênis, mais especificamente ao redor da glande? Sabe do que se trata? Será normal ou é alguma doença?

Veja neste texto, o que pode ser bolinhas no pênis e se existe algum tratamento. Boa leitura!

Bolinhas no pênis: o que pode ser?

As bolinhas pequenas no pênis podem aparecer circundando a glande, na região conhecida como coroa (sulco coronal), que é a borda arredondada da cabeça do pênis.

Quando são protuberâncias indolores que circundam a glande em 1 ou 2 fileiras, que podem ser tanto da cor da pele como brancas, são conhecidas como Glândulas de Tyson ou pápulas peroladas.

Se chamam assim porque foram descobertas pelo cientista britânico Edward Tyson, em 1694.

Em alguns casos, essas bolinhas no pênis podem apresentar um tamanho mais avantajado e causar preocupação nos homens. Muitas vezes, são mais planas e semelhantes a bolinhas, em outros casos se assemelham a pelinhos cor de pele na glande.

No entanto, não se trata de uma doença sexualmente transmissível, na verdade, são estruturas naturais e benignas do próprio corpo masculino, pois são glândulas sebáceas que promovem mais lubrificação para a relação sexual e também protegem a região.

Essas pápulas estão presentes desde o nascimento no órgão genital dos homens, geralmente, começam a ser mais notadas quando há uma alteração hormonal,  por isso, ficam mais evidentes na puberdade. 

Quando os homens têm por volta dos 20 a 30 anos também passam a ser mais evidentes, especialmente quando o pênis está ereto. Com o órgão rígido, as bolinhas ficam mais crescidas também.

Essas bolinhas no pênis aparecem mais nos homens negros e naqueles que têm prepúcio. Mas, apenas 10% dos homens apresentam essas glândulas exócrinas muito aumentadas.

Leia mais sobre:

Ebook doença de peyronie

Há algum tratamento para as glândulas de Tyson?

Não é necessário nenhum tratamento para essas bolinhas no pênis, já que são estruturas naturais e benignas, não causam nenhum sintoma como dores ou coceiras, apenas produzem o esmegma, que é importante para a hidratação local e lubrificação durante o ato sexual. 

Em momentos que não seja necessário, essa substância natural produzida pelas glândulas de Tyson no organismo masculino pode ser eliminada com uma boa higiene pessoal.

Porém, o que muitos homens não gostam nelas é a própria aparência, porque temem que suas  parcerias sexuais pensem que eles estão com alguma doença sexualmente transmissível.

Não é necessária a remoção das glândulas de Tyson, mas há sim uma forma de removê-las,  que é a eletrocauterização.

Esse é um procedimento bastante rápido, que pode ser realizado por um especialista em até 15 minutos no próprio consultório médico, com anestesia local. 

No entanto, vale alertar que só deve ser realizado por um médico com experiência em estética genital, porque a cauterização deve ser realizada de forma precisa, sem se aprofundar demais ou de menos. 

E nunca é demais lembrar que um procedimento para eliminar as glândulas de Tyson não deve ser realizado de forma caseira por quem não tem conhecimento médico, porque a pessoa pode correr o risco de causar uma cicatriz no órgão sexual.

A alta é em seguida ao procedimento, porém, a orientação médica é que o paciente só retome a vida sexual quando a área estiver completamente cicatrizada. Para ajudar nessa recuperação, o paciente receberá prescrição de analgésicos para dor e antibiótico tópico.

Existem outras condições que causam bolinhas no pênis?

Em muitas situações, as bolinhas brancas no pênis não se tratam de glândulas de Tyson, mas sim de grânulos de Fordyce.

Essas bolinhas são glândulas sebáceas aumentadas que podem acometer todo o corpo do pênis e até a região escrotal. São formações que também são benignas.

Porém, assim como os homens se sentem constrangidos com as glândulas de Tyson, podem se sentir envergonhados com a aparências dessas estruturas salientes que também podem  parecer bolinhas de pus no pênis e dão aspecto áspero ao órgão sexual.

Quando as bolinhas no pênis são perigosas?

Quando os homens notam que estão com bolinhas no corpo do pênis ou no meio da glande, ele poderá sim estar com uma HPV, que são verrugas ásperas que caracterizam uma doença sexualmente transmissível.

Neste caso, também é importante buscar um urologista, para que ele peça todos os exames que vão comprovar o diagnóstico.

Além disso, vale dizer que essas verrugas jamais podem ser tratadas em casa, porque o paciente corre diversos riscos. Não basta apenas remover a estrutura, existem outros cuidados que devem ser realizados com acompanhamento médico quando uma pessoa tem uma DST, como o tratamento conjunto dos parceiros sexuais.

Conclusão

Vale lembrar também que as bolinhas no pênis podem ser apenas um pelo encravado ou uma espinha na região peniana. Caso transcorra um certo tempo e a estrutura não suma, é muito válido buscar um médico para entender outras causas.

Mas se já identificou que têm Glândulas de Tyson ou Grânulos de Fordyce, saiba que, atualmente, existe uma grande busca pelos procedimentos de estética sexual que estão melhorando a aparência dos órgãos sexuais, para proporcionar também mais autoestima também no momento do sexo.

Se o paciente decide fazer um procedimento estético na região peniana, deve sempre pensar em buscar profissionais que tenham conhecimento e experiência para tratar todos os casos. 

Home – Marco Túlio

Dr. Marco Túlio Cavalcanti Urologista e Andrologista. Disfunção Erétil e Impotência sexual: dê fim a esse tormento. Prótese do Pênis: a retomada da sua vida sexual. Doença Peyronie: correção da curvatura, recuperação do tamanho e calibre do pênis. Reposição Hormonal: retome o seu desempenho.

Instagram: @dr.mtcavalcanti

Youtube: Dr. Marco Túlio Cavalcanti

www.drmarcotuliourologista.com.br

Leia também

Pênis fino: é possível engrossar o órgão sexual?

Pênis fino: é possível engrossar o órgão sexual?

Desde a Antiguidade, um pênis longo e grosso é um símbolo de virilidade, mas como fica o homem que tem…
Ter bolinhas no pênis é normal?

Ter bolinhas no pênis é normal?

Já percebeu se você tem umas bolinhas no pênis, mais especificamente ao redor da glande? Sabe do que se trata?…
Esperma amarelo está associado a doenças?

Esperma amarelo está associado a doenças?

Você sabia que um esperma amarelo pode denotar algum problema de saúde no homem? Leia neste texto como perceber que…
Translate »