Marco Tulio Urologista
Logo Instituto Cavalcanti
Instituto Cavalcanti

Glândulas de Tyson: é uma questão de estética ou doença?

Compartilhe

Os homens podem ter bolinhas no prepúcio do pênis que são conhecidas como glândulas de Tyson, mas, muitos deles, desconhecem a função dessas pequenas estruturas. Alguns chegam a pensar que são doenças venéreas no órgão sexual.

Leia esse post para entender o que são glândulas de Tyson, se é normal, se existe tratamento e se remédios caseiros podem funcionar.

Glândulas de Tyson: por que aparecem?

As glândulas de Tyson são bolinhas na cabeça do pênis, ficam mais precisamente ao redor do sulco coronal da glande e ao redor do freio do pênis (freio balano-prepucial). 

Foram observadas pela primeira vez pelo cientista britânico Edward Tyson, em 1694. Posteriormente, William Cowper o homenageou batizando-as com o nome do colega  que as descobriu.

Essas glândulas sebáceas produzem um líquido lubrificante que fica entre o prepúcio e a glande. 

Mas, ter glândulas de Tyson é normal? Sim, é normal, são estruturas que estão longe de ser uma doença, são apenas alterações benignas e normais. Na verdade,  podem até facilitar o ato sexual e proteger a glande.

A época na qual as glândulas costumam aparecer é na puberdade, quando ocorre o aumento dos níveis hormonais. Entre os 20 e 30 anos também tornam-se mais comuns.

Em muitos casos, essas glândulas exócrinas são invisíveis, mas quando o pênis está ereto e as glândulas são um pouco maiores, é possível identificar suas formas.

De acordo com o formato, as glândulas de Tyson no pênis podem ser classificadas como planas, ou serem mais pelificadas, se assemelhando a uns pelinhos na região da glande. 

Podem surgir em grandes quantidades ou de forma mais reduzida e na ereção podem aumentar. Em torno de 10% dos homens têm glândulas de Tyson muito aumentadas.

Os homens podem ter bolinhas no prepúcio do pênis que são conhecidas como glândulas de Tyson, mas, muitos deles, desconhecem a função dessas pequenas estruturas. Alguns chegam a pensar que são doenças venéreas no órgão sexual. Leia esse post para entender o que são glândulas de Tyson, se é normal, se existe tratamento e se remédios caseiros podem funcionar. Glândulas de Tyson: por que aparecem? As glândulas de Tyson são bolinhas na cabeça do pênis, ficam mais precisamente ao redor do sulco coronal da glande e ao redor do freio do pênis (freio balano-prepucial). Foram observadas pela primeira vez pelo cientista britânico Edward Tyson, em 1694. Posteriormente, William Cowper o homenageou batizando-as com o nome do colega que as descobriu. Essas glândulas sebáceas produzem um líquido lubrificante que fica entre o prepúcio e a glande. Mas, ter glândulas de Tyson é normal? Sim, é normal, são estruturas que estão longe de ser uma doença, são apenas alterações benignas e normais. Na verdade, podem até facilitar o ato sexual e proteger a glande. A época na qual as glândulas costumam aparecer é na puberdade, quando ocorre o aumento dos níveis hormonais. Entre os 20 e 30 anos também tornam-se mais comuns. Em muitos casos, essas glândulas exócrinas são invisíveis, mas quando o pênis está ereto e as glândulas são um pouco maiores, é possível identificar suas formas. De acordo com o formato, as glândulas de Tyson no pênis podem ser classificadas como planas, ou serem mais pelificadas, se assemelhando a uns pelinhos na região da glande. Podem surgir em grandes quantidades ou de forma mais reduzida e na ereção podem aumentar. Em torno de 10% dos homens têm glândulas de Tyson muito aumentadas. O que causa glândulas de Tyson? Há sintomas? Não existe uma causa definida para o surgimento das glândulas. O que já foi identificado é que são mais comuns em homens negros. Além disso, não vai trazer nenhum sinal ou sintoma que possa causar qualquer dor ou desconforto nos homens. Além da possível causa, muitos homens também ficam com dúvida se as glândulas de Tyson desaparecem com o tempo. Na verdade, tratam-se de formações naturais do corpo que não vão sumir com o tempo. Se o homem sente-se incomodado com a aparência do pênis, deve buscar um procedimento de remoção. Leia mais sobre: Pouco esperma Disfunção sexual Como tratar glândulas de Tyson? Pela aparência, as glândulas de Tyson e HPV podem ser confundidas, mas as verrugas genitais do HPV são mais ásperas ao toque. As glândulas de Tyson são uma formação anatômica normal, a cirurgia para remoção é apenas uma questão estética, não se trata de uma doença. Mas para entender se essas formações são mesmo as glândulas de Tyson, é importante dizer que elas só aparecem na região do sulco coronal ou do lado do freio. Caso o homem perceba esse tipo de formação no meio da glande, poderá sim ser uma HPV, então, é necessário buscar um médico que irá diagnosticar corretamente o problema, e definir o tratamento no caso de uma doença sexualmente transmissível. Como remover glândulas de Tyson? As glândulas de Tyson aparecem com mais facilidade em homens que têm o prepúcio. Normalmente, aqueles que foram circuncidados não apresentam essa formação em seus órgãos genitais. Essas bolinhas também vão contribuir para o depósito de esmegma (sebo) em torno da glande. Porém, uma higiene pessoal adequada é suficiente para limpar essa substância esbranquiçada na área genital. No entanto, como muitos homens ficam constrangidos com a presença delas no órgão, especialmente com receio de que parceiras ou parceiros pensem que o pênis está com alguma doença, muitos querem saber como tirar glândulas de Tyson. Porém, esse não é o único motivo para que os homens queiram eliminar essa formação em seus órgãos genitais. Há aqueles que são mais vaidosos e não gostam de ver essas pequenas formações na glande. Além disso, em casos muito mais reduzidos, há homens que sentem incômodo no momento da penetração devido ao excesso de glândulas pelificadas na região. No entanto, são casos raros. Não é necessário ou obrigatório o tratamento para glândulas de Tyson, porque não se trata de uma doença, mas há como eliminá-las por meio de uma cauterização para atender às questões estéticas. Leia mais: Infertilidade masculina Glândulas de Tyson: tratamento para eliminá-las é a cauterização A cauterização das glândulas de Tyson trata-se de um procedimento rápido, leva de 10 a 15 minutos para a realização completa, também é bastante simples e realizada no próprio consultório do médico. A remoção é feita por uma eletrocauterização com anestesia local. O médico vai passar um creme que vai anestesiar o órgão sexual e, após a colocação de um bloqueio peniano, é possível fazer a remoção completa das glândulas. No entanto, um alerta que deve ser feito aos pacientes é que é preciso buscar um médico que tenha experiência em estética genital porque a cauterização das glândulas deve ocorrer na profundidade adequada. Para não cauterizar de forma rasa, que pode não promover a remoção completa das glândulas; ou de forma muito profunda, que pode ocasionar uma retração na área; o médico poderá usar um óculos de aumento que vai otimizar os resultados. A alta médica já é logo após o procedimento, no entanto, a única restrição é que a atividade sexual só retorne após a cicatrização completa da região. Para a recuperação, o médico vai receitar um antibiótico tópico e medicações para dor, caso ocorram. A satisfação após o procedimento costuma ser bastante alta, especialmente quando o paciente é orientado em todas as suas dúvidas. Entre as orientações dadas pelo médico, é que as glândulas de Tyson não voltam, quando a cauterização é realizada de forma adequada. Como acabar com as glândulas de Tyson em casa? É possível? Muitos pacientes buscam formas alternativas na internet para remover as bolinhas, como óleo de rícino para glândulas de Tyson ou pomada para glândulas de Tyson. Não existem cremes ou outras soluções que façam a remoção das glândulas. Essas fórmulas naturais não vão retirar ou diminuir a incidência dessa formação no pênis. No entanto, também vale lembrar que tentar removê-las sem um acompanhamento médico pode não ser seguro para a saúde e até provocar irritação no pênis. Conclusão Atualmente, não só questões como a impotência levam à busca por especialistas sobre as questões sexuais. Inclusive, já há diversos motivos para um homem buscar uma cirurgia peniana ou alternativas que mostrem como aumentar o pênis. A procura pela estética genital também tem crescido entre os homens e mulheres, porém, um alerta contínuo dos médicos é que os pacientes sempre devem pesquisar profissionais qualificados e experientes para esses procedimentos. Encontrar soluções que gerem mais autoconfiança para a vida sexual é muito salutar, mas sempre é preciso muita prudência também para esse aspecto.

O que causa glândulas de Tyson? Há sintomas?

Não existe uma causa definida para o surgimento das glândulas. O que já foi identificado é que são mais comuns em homens negros.

Além disso, não vai trazer nenhum sinal ou sintoma que possa causar qualquer dor ou desconforto nos homens. 

Além da possível causa, muitos homens também ficam com dúvida se as glândulas de Tyson desaparecem com o tempo. Na verdade,  tratam-se de formações naturais do corpo que não vão sumir com o tempo. Se o homem sente-se incomodado com a aparência do pênis, deve buscar um procedimento de remoção.

Leia mais sobre:

Como tratar glândulas de Tyson?

Pela aparência, as glândulas de Tyson e HPV podem ser confundidas, mas as verrugas genitais do HPV são mais ásperas ao toque.

As glândulas de Tyson são uma formação anatômica normal, a cirurgia para remoção é apenas uma questão estética, não se trata de uma doença. 

Mas para entender se essas formações são mesmo as glândulas de Tyson, é importante dizer que elas só aparecem na região do sulco coronal ou do lado do freio. 

Caso o homem perceba esse tipo de formação no meio da glande, poderá sim ser uma HPV, então, é necessário buscar um médico que irá diagnosticar corretamente o problema, e definir o tratamento no caso de uma doença sexualmente transmissível. 

O que são glândulas de Tyson? • São bolinhas ou formações mais planas que ficam entre o prepúcio e a glande ou no freio balano-prepucial • Pode ajudar na formação de smegma ao redor do órgão • É uma estrutural normal, não é uma doença • Incômodo é apenas estético

Como remover glândulas de Tyson?

As glândulas de Tyson aparecem com mais facilidade em homens que têm o prepúcio. Normalmente, aqueles que foram circuncidados não apresentam essa formação em seus órgãos genitais.

Essas bolinhas também vão contribuir para o depósito de esmegma (sebo) em torno da glande. Porém, uma higiene pessoal adequada é suficiente para limpar essa substância esbranquiçada na área genital.

No entanto, como muitos homens ficam constrangidos com a presença delas no órgão, especialmente com receio de que parceiras ou parceiros pensem que o pênis está com alguma doença, muitos querem saber como tirar glândulas de Tyson.

Porém, esse não é o único motivo para que os homens queiram eliminar essa formação em seus órgãos genitais. Há aqueles que são mais vaidosos e não gostam de ver essas pequenas formações na glande.

Além disso, em casos muito mais reduzidos, há homens que sentem incômodo no momento da penetração devido ao excesso de glândulas pelificadas na região. No entanto, são casos raros.

Não é necessário ou obrigatório o  tratamento para glândulas de Tyson, porque não se trata de uma doença, mas há como eliminá-las por meio de uma cauterização para atender às questões estéticas.

Leia mais:

Glândulas de Tyson: tratamento para eliminá-las é a cauterização

A cauterização das glândulas de Tyson trata-se de um procedimento rápido,  leva de 10 a 15 minutos para a realização completa, também é bastante simples e realizada no próprio consultório do médico.

A remoção é feita por uma eletrocauterização com anestesia local. O médico vai passar um creme que vai anestesiar o órgão sexual e, após a colocação de um bloqueio peniano, é possível fazer a remoção completa das glândulas.

No entanto, um alerta que deve ser feito aos pacientes é que é preciso buscar um médico que tenha experiência em estética genital porque a cauterização das glândulas deve ocorrer na profundidade adequada.

Para não cauterizar de forma rasa, que pode não promover a remoção completa das glândulas; ou de forma muito profunda, que pode ocasionar uma retração na área;  o médico poderá usar um óculos de aumento que vai otimizar os resultados.

A alta médica já é logo após o procedimento, no entanto, a única restrição é que a atividade sexual só retorne após a cicatrização completa da região.

Para a recuperação, o médico vai receitar um antibiótico tópico e medicações para dor, caso ocorram.

A satisfação após o procedimento costuma ser bastante alta, especialmente quando o paciente é orientado em todas as suas dúvidas. Entre as orientações dadas pelo médico, é que as glândulas de Tyson não voltam, quando a cauterização é realizada de forma adequada.

Glândulas de Tyson: como tratar • Remoção é realizada por meio de cauterização • Procedimento é simples, rápido e realizado no consultório • Recuperação é realizada com medicação oral e pomadas • Vida sexual só pode ser retomada após cicatrização completa • Não há tratamento caseiro para retirar glândulas de Tyson

Como acabar com as glândulas de Tyson em casa? É possível?

Muitos pacientes buscam formas alternativas na internet para remover as bolinhas, como óleo de rícino para glândulas de Tyson ou pomada para glândulas de Tyson. 

Não existem cremes ou outras soluções que façam a remoção das glândulas. Essas fórmulas naturais não vão retirar ou diminuir a incidência dessa formação no pênis.

No entanto, também vale lembrar que tentar removê-las sem um acompanhamento médico pode  não ser seguro para a saúde e até provocar irritação no pênis.

Conclusão

Atualmente, não só questões como a impotência levam à busca por especialistas sobre as questões sexuais. Inclusive, já há diversos motivos para um homem buscar uma cirurgia peniana ou alternativas que mostrem como aumentar o pênis

A procura pela estética genital também tem crescido entre os homens e mulheres, porém, um alerta contínuo dos médicos é que os pacientes sempre devem pesquisar profissionais qualificados e experientes para esses procedimentos.

Encontrar soluções que gerem mais autoconfiança para a vida sexual é muito salutar, mas sempre é preciso muita prudência também para esse aspecto.

A disfunção erétil aparece como um das maiores preocupações masculinas. E não é para menos, segundo estudos da Sociedade Brasileira de Urologia, acima dos 40 anos, pelo menos 50% dos homens vão apresentar o problema em algum grau. Conheça aqui mais sobre a impotência, causas, sintomas, os tipos de disfunção erétil e tratamentos

Home – Marco Túlio

Dr. Marco Túlio Cavalcanti Urologista e Andrologista. Disfunção Erétil e Impotência sexual: dê fim a esse tormento. Prótese do Pênis: a retomada da sua vida sexual. Doença Peyronie: correção da curvatura, recuperação do tamanho e calibre do pênis. Reposição Hormonal: retome o seu desempenho.

Instagram: @dr.mtcavalcanti

Youtube: Dr. Marco Túlio Cavalcanti

www.drmarcotuliourologista.com.br

Sumário

Veja também

0

Seu Carrinho

    Produto Preço Qtd Total
Carrinho Vazio
nothing

Seu carrinho está vazio

Seu carrinho está vazio