Marco Tulio Urologista
Logo Instituto Cavalcanti
Instituto Cavalcanti

Ereção após os 40: o que fazer para melhorar a performance?

Compartilhe

Ereção após os 40: o que fazer para melhorar a performance?

Ereção após os 40: o que fazer para melhorar a performance? Se você já passou dos 40 e tem ou teve algum problema de ereção, fique tranquilo! Você não está sozinho. De acordo o Massachusetts Male Aging Study , metade dos homens entre 40 e 70 anos experimentam algum tipo de disfunção erétil. A boa notícia é que tratar a falta de ereção é muito simples. O problema, é que o assunto ainda é um tabu para muitos homens. Se você já passou ou está passando por isso, veja neste artigo como é possível melhorar o desempenho sexual e evitar a falta de ereção seguindo medidas simples. Quando a falta de ereção é um problema? Passar por uma dificuldade de ereção ou outra não é motivo para se preocupar. Mas quando o problema se repete continuamente, pode comprometer a autoestima e desgastar a relação do casal. E, muitas vezes, um caso que poderia ser tratado rapidamente, torna-se um verdadeiro pesadelo. Por isso, por mais embaraçoso que seja, a melhor saída é procurar ajuda médica. Como melhorar a ereção? Conforme o estudo citado acima, a partir dos 40 anos, os homens começam a sofrer de problemas relacionados à ereção. E os problemas aumentam à medida que a idade avança. Segundo os pesquisadores, as chances de experimentar algum problema para ter ou como manter a ereção, aumentam em 10% a cada década. Mas, graças à evolução da medicina, o homem tem hoje à sua disposição, várias terapias desenvolvidas para melhorar o desempenho sexual. Conheça agora como melhorar a ereção e ter uma vida sexual mais saudável: Tenha uma alimentação saudável A má alimentação não impacta somente na saúde geral do homem, mas também na produção de hormônios importantes para o desempenho sexual. Se a sua alimentação tem baixa ingestão de vitaminas, antioxidantes e minerais como zinco e ferro, os seus níveis de testosterona ficam comprometidos. E isso tem um impacto direto na vida sexual. Outra coisa que prejudica a produção de testosterona são os alimentos inflamatórios. Frituras, pão branco, açúcar branco e carboidratos em geral, são altamente prejudiciais ao sistema endócrino e devem ser evitados ao máximo. Caso tenha dificuldade para implementar uma alimentação saudável em sua rotina, considere agendar uma consulta com um nutricionista. Este profissional montará um plano alimentar adequado à sua idade e ao seu estilo de vida. Tenha uma rotina de exercícios físicos diária Outra coisa que deteriora a produção de testosterona é o sedentarismo. Portanto, incluir uma rotina de exercícios físicos diários é necessária para manter os níveis de testosterona normais e não comprometer o desempenho sexual. Além disso, os exercícios físicos são excelentes para a performance sexual, pois aumentam a resistência física e melhoram o fluxo sanguíneo, aumentando a irrigação dos órgãos sexuais. Evite o consumo excessivo de álcool e drogas O consumo excessivo de álcool e drogas causa atrofia nos testículos, fazendo com que a produção de testosterona diminua, bem como a qualidade dos espermatozóides. Já o cigarro é ruim por dois motivos: primeiro porque tem um alto nível de toxicidade, segundo, porque piora a condição cardíaca. E isso influencia diretamente na qualidade da ereção. Cuide da qualidade do sono Se você é daqueles que não abrem mão de um cafezinho ao longo do dia, cuidado! O excesso de café durante o dia prejudica o sono à noite, e consequentemente, a produção de testosterona. Isso ocorre porque o estímulo da produção da testosterona ocorre entre 1h e 3h da manhã, durante o sono REM, que é aquele sono mais profundo. E se você está acordado, ou tendo um sono de má qualidade nesse período, isso vai prejudicar a produção do hormônio sexual e o seu desempenho. Nesse sentido, a questão da nutrição é muito importante. Não se trata de eliminar alimentos da sua dieta, mas entender as consequências de cada um no desempenho sexual e como você pode ajudar o seu organismo a trabalhar melhor. Mas se o problema for respiratório, considere marcar uma consulta no otorrinolaringologista. Este profissional é especialista em diagnosticar e tratar distúrbios do sono, como: apneia e ronco, que afetam cerca de 76% da população. Procure aconselhamento psicológico Se você tem a típica ereção matinal, que é uma ereção involuntária, mas não consegue ter ou manter uma ereção durante o ato sexual, é bem provável que o problema seja emocional. É importante lembrar que a excitação sexual não é apenas uma resposta física, é mental e emocional. E se você sofre para entrar no clima, é natural que tenha dificuldade para ter uma ereção. Isso pode acontecer, porque após os 40 anos é normal que tenhamos mais preocupações com a casa, com o trabalho e a família. E isso contribui para o estresse, a ansiedade e a falta de libido. Nesse sentido, procurar aconselhamento psicológico, psicoterapia ou terapia de casais pode ajudar a resolver o problema. O profissional vai ajudá-lo a entender melhor como se deu a construção da sua sexualidade e a terapia vai fornecer ferramentas para lidar com as situações de estresse que afetam o desempenho sexual e assim, alncançar um sexo bom para o casal. Agora que você já sabe como melhorar o seu desempenho sexual. Vamos entender melhor como funciona o mecanismo da ereção? O que é ereção? Uma ereção nada mais é que o endurecimento do órgão sexual masculino, pela quantidade de sangue que é direcionada para o local. Durante a excitação sexual, impulsos do cérebro e nervos locais fazem com que os músculos dos corpos cavernosos relaxem, permitindo que o sangue flua e preencha os espaços abertos. Então, o sangue cria pressão nos corpos cavernosos, fazendo com que o pênis se expanda e tenha uma ereção. Uma membrana que envolve os corpos cavernosos, ajuda a reter o sangue nos corpos cavernosos, mantendo a ereção. O que é disfunção erétil? Também conhecida como impotência, é a dificuldade em ter e manter uma ereção durante o ato sexual. Quem pode sofrer com falta de ereção? A falta de ereção pode afetar homens de qualquer idade. No entanto, como falamos anteriormente, conforme você envelhece, as chances de sofrer com o problema aumentam. Leia mais sobre: Pênis flácido Fatores físicos que prejudicam a ereção Além da má alimentação, sono ruim, consumo excessivo de álcool e sedentarismo, alguns fatores podem contribuir para a dificuldade de ereção: Doença cardíaca; Colesterol alto; Pressão alta; Diabetes; Obesidade. Fatores psicológicos que contribuem para a falta de ereção Não são somente os hábitos alimentares ou estilo de vida que prejudicam o seu desempenho sexual, os problemas a seguir podem causar ou aumentar os problemas de ereção: Depressão; Ansiedade; Estresse; Problemas de relacionamento; E as preocupações do dia a dia também podem interferir na função sexual. Tratamento para ereção fraca O tratamento para a falta de ereção vai variar de acordo com o estágio do problema. Por isso, procurar um especialista no assunto é o melhor a fazer. O medicamento para ereção é a primeira linha de tratamento. Essas medicações são um caminho interessante para tratar a condição, mas é preciso salientar que não resolvem a causa do problema e nem todos os homens se adaptam. Veja abaixo, algumas formas de tratar os problemas de ereção: Inibidores de PDE5 São medicamentos que podem ser encontrados em farmácias, em formato de comprimidos ou podem ser manipulados em forma de cápsulas e spray sublingual. Em ambos os formatos, estes medicamentos agem estimulando a ereção. Mas vale lembrar que só um especialista pode definir: a dose necessária, se será de uso diário ou somente quando for ter relação sexual, e ainda, se o paciente tem alguma contra-indicação ao medicamento. Terapia intracavernosa Nesse tratamento, são aplicadas substâncias vasodilatadoras diretamente no pênis. A injeção para ereção é aplicada na lateral do pênis, de 5 a 15 minutos antes da relação sexual, e o efeito dela pode durar de 30 a 90 minutos. Apesar de efetivas, essas aplicações podem causar fibrose no local da aplicação, e a suspensão do tratamento, que é paliativo. Prótese peniana São tratamentos mais invasivos, porque são dispositivos implantados dentro dos corpos cavernosos do pênis, mas que são bastante eficazes e com um alto grau de satisfação. É mais indicado para pacientes que não respondem a nenhum dos tratamentos anteriores. Dentre as opções de prótese peniana, temos a prótese inflável que pode ser ativada somente na hora do ato sexual e a prótese maleável ou semirrígida, na qual o pênis fica continuamente ereto. Terapia de ondas de choque de baixa intensidade Este tratamento vem sendo estudado desde 2005, e tem resultados significativos para tratar a falta de ereção quando a causa é vascular, ou seja, resultado de obstrução vascular no pênis. Este tratamento utiliza-se de ondas acústicas para estimular a microcirculação peniana, ajudando a melhorar a ereção. Este tratamento é indicado para pacientes que já não respondem aos medicamentos, ou que têm contraindicação e muitos efeitos colaterais ao usar o medicamento. Procurando ajuda médica Agora que você já sabe como melhorar a performance sexual e as opções de tratamento disponíveis para a falta de ereção, deve estar se perguntando: qual especialista procurar? A área que trata da saúde sexual masculina é a urologia ou a andrologia. E, profissionais que se especializam nesta área podem ajudar a tratar desde os problemas mais simples, com o auxílio de terapia, até os casos mais sérios. Se você está buscando ajuda para lidar com uma disfunção erétil em São Paulo, nada melhor que contar com quem é especialista no assunto. Conheça o Instituto Cavalcanti de Andrologia e Performance O Instituto Cavalcanti é um centro especializado em saúde masculina e performance sexual. Nossa missão é oferecer atendimento multidisciplinar para a recuperação, otimização da capacidade física, mental e sexual do homem. Tudo em um ambiente moderno e aconchegante com estacionamento privativo com manobrista, para sua maior comodidade. Chega de sofrer com problemas de ereção! Agende uma consulta com um de nossos especialistas e melhore o seu desempenho sexual.

Se você já passou dos 40 e tem ou teve algum problema de ereção, fique tranquilo! Você não está sozinho.

De acordo o Massachusetts Male Aging Study , metade dos homens entre 40 e 70 anos experimentam algum tipo de disfunção erétil.

A boa notícia é que tratar a falta de ereção é muito simples. O problema, é que o assunto ainda é um tabu para muitos homens. 

Se você já passou ou está passando por isso, veja neste artigo como é possível melhorar o desempenho sexual e evitar a falta de ereção seguindo medidas simples.

Quando a falta de ereção é um problema?

Passar por uma dificuldade de ereção ou outra não é motivo para se preocupar. Mas quando o problema se repete continuamente, pode comprometer a autoestima e desgastar a relação do casal.

E, muitas vezes, um caso que poderia ser tratado rapidamente, torna-se um verdadeiro pesadelo. Por isso, por mais embaraçoso que seja, a melhor saída é procurar ajuda médica. 

Como melhorar a ereção?

Conforme o estudo citado acima, a partir dos 40 anos, os homens começam a sofrer de problemas relacionados à ereção. E os problemas aumentam à medida que a idade avança.

Segundo os pesquisadores, as chances de experimentar algum problema para ter ou como manter a ereção, aumentam em 10% a cada década.

Mas, graças à evolução da medicina, o homem tem hoje à sua disposição, várias terapias desenvolvidas para melhorar o desempenho sexual. 

Conheça agora como melhorar a ereção e ter uma vida sexual mais saudável:    

Tenha uma alimentação saudável

A má alimentação não impacta somente na saúde geral do homem, mas também na produção de hormônios importantes para o desempenho sexual.

Se a sua alimentação tem baixa ingestão de vitaminas, antioxidantes e minerais como zinco e ferro, os seus níveis de testosterona ficam comprometidos. E isso tem um impacto direto na vida sexual.

Outra coisa que prejudica a produção de testosterona são os alimentos inflamatórios. Frituras, pão branco, açúcar branco e carboidratos em geral, são altamente prejudiciais ao sistema endócrino e devem ser evitados ao máximo.

Caso tenha dificuldade para implementar uma alimentação saudável em sua rotina, considere agendar uma consulta com um nutricionista. Este profissional montará um plano alimentar adequado à sua idade e ao seu estilo de vida.

Tenha uma rotina de exercícios físicos diária

Outra coisa que deteriora a produção de testosterona é o sedentarismo. Portanto, incluir uma rotina de exercícios físicos diários é necessária para manter os níveis de testosterona normais e não comprometer o desempenho sexual.

Além disso, os exercícios físicos são excelentes para a performance sexual, pois aumentam a resistência física e melhoram o fluxo sanguíneo, aumentando a irrigação dos órgãos sexuais.

Evite o consumo excessivo de álcool e drogas 

O consumo excessivo de álcool e drogas causa atrofia nos testículos, fazendo com que a produção de testosterona diminua, bem como a qualidade dos espermatozoides.

Já o cigarro é ruim por dois motivos: primeiro porque tem um alto nível de toxicidade, segundo, porque piora a condição cardíaca. E isso influencia diretamente na qualidade da ereção.

Cuide da qualidade do sono

Se você é daqueles que não abrem mão de um cafezinho ao longo do dia, cuidado! O excesso de café durante o dia prejudica o sono à noite, e consequentemente, a produção de testosterona.

Isso ocorre porque o estímulo da produção da testosterona ocorre entre 1h e 3h da manhã, durante o sono REM, que é aquele sono mais profundo.

 E se você está acordado, ou tendo um sono de má qualidade nesse período, isso vai prejudicar a produção do hormônio sexual e o seu desempenho.

Nesse sentido, a questão da nutrição é muito  importante. Não se trata de eliminar alimentos da sua dieta, mas entender as consequências de cada um no desempenho sexual e como você pode ajudar o seu organismo a trabalhar melhor.

Mas se o problema for respiratório, considere marcar uma consulta no otorrinolaringologista. Este profissional é especialista em diagnosticar e tratar distúrbios do sono, como: apneia e ronco, que afetam cerca de 76% da população.

Procure aconselhamento psicológico

Se você tem a típica ereção matinal, que é uma ereção involuntária, mas não consegue ter ou manter uma ereção durante o ato sexual, é bem provável que o problema seja emocional.

É importante lembrar que a excitação sexual não é apenas uma resposta física, é mental e emocional. E se você sofre para entrar no clima, é natural que tenha dificuldade para ter uma ereção.

Isso pode acontecer, porque após os 40 anos é normal que tenhamos mais preocupações com a casa, com o trabalho e a família. E isso contribui para o estresse, a ansiedade e a falta de libido.

Nesse sentido, procurar aconselhamento psicológico, psicoterapia ou terapia de casais pode ajudar a resolver o problema. 

O profissional vai ajudá-lo a entender melhor como se deu a construção da sua sexualidade e a terapia vai fornecer ferramentas para lidar com as situações de estresse que afetam o desempenho sexual e assim, alcançar um sexo bom para o casal.

Agora que você já sabe como melhorar o seu desempenho sexual. Vamos entender melhor como funciona o mecanismo da ereção?

O que é ereção?  

Uma ereção nada mais é que o endurecimento do órgão sexual masculino, pela quantidade de sangue que é direcionada para o local.

Durante a excitação sexual, impulsos do cérebro e nervos locais fazem com que os músculos dos corpos cavernosos relaxem, permitindo que o sangue flua e preencha os espaços abertos. 

Então, o sangue cria pressão nos corpos cavernosos, fazendo com que o pênis se expanda e tenha uma ereção. Uma membrana que envolve os corpos cavernosos, ajuda a reter o sangue nos corpos cavernosos, mantendo a ereção. 

O que é disfunção erétil?

Também conhecida como impotência, é a dificuldade em ter e manter uma ereção durante o ato sexual.

Quem pode sofrer com falta de ereção?

A falta de ereção pode afetar homens de qualquer idade. No entanto, como falamos anteriormente, conforme você envelhece, as chances de sofrer com o problema aumentam.

Fatores físicos que prejudicam a ereção

Além da má alimentação, sono ruim, consumo excessivo de álcool e sedentarismo, alguns fatores podem contribuir para a dificuldade de ereção:

  • Doença cardíaca;
  • Colesterol alto;
  • Pressão alta;
  • Diabetes;
  • Obesidade.

Fatores psicológicos que contribuem para a falta de ereção

Não são somente os hábitos alimentares ou estilo de vida que prejudicam o seu desempenho sexual, os problemas a seguir podem causar ou aumentar os problemas de ereção:

  • Depressão;
  • Ansiedade;
  • Estresse;
  • Problemas de relacionamento;
  • E as preocupações do dia a dia também podem interferir na função sexual. 

Tratamento para ereção fraca

O tratamento para a falta de ereção vai variar de acordo com o estágio do problema. Por isso, procurar um especialista no assunto é o melhor a fazer.

O medicamento para ereção é a primeira linha de tratamento. Essas medicações   são um caminho interessante para tratar a condição, mas é preciso salientar que não resolvem a causa do problema e nem todos os homens se adaptam. 

Veja abaixo, algumas formas de tratar os problemas de ereção:

Inibidores de PDE5

São medicamentos que podem ser encontrados em farmácias, em formato de comprimidos ou podem ser manipulados em forma de cápsulas e spray sublingual. Em ambos os formatos, estes medicamentos agem estimulando a ereção.

Mas vale lembrar que só um especialista pode definir: a dose necessária, se será de uso diário ou somente quando for ter relação sexual, e ainda, se o paciente tem alguma contraindicação ao medicamento.

Terapia intracavernosa

Nesse tratamento, são aplicadas substâncias vasodilatadoras diretamente no pênis. A injeção para ereção é aplicada na lateral do pênis, de 5 a 15 minutos antes da relação sexual, e o efeito dela pode durar de 30 a 90 minutos. 

Apesar de efetivas, essas aplicações podem causar fibrose no local da aplicação, e a suspensão do tratamento, que é paliativo.

Prótese peniana

São tratamentos mais invasivos, porque são dispositivos implantados dentro dos corpos cavernosos do pênis, mas que são bastante eficazes e com um alto grau de satisfação.  É mais indicado para pacientes que não respondem a nenhum dos tratamentos anteriores. 

Dentre as opções de prótese peniana, temos a prótese inflável que pode ser ativada somente na hora do ato sexual e a prótese maleável ou semirrígida, na qual o pênis fica continuamente ereto.  

Terapia de ondas de choque de baixa intensidade

Este tratamento vem sendo estudado desde 2005, e tem resultados significativos  para tratar a falta de ereção quando a causa é vascular, ou seja, resultado de  obstrução vascular no pênis.

Este tratamento utiliza-se de ondas acústicas para estimular a microcirculação peniana, ajudando a melhorar a ereção. 

Este tratamento é indicado para pacientes que já não respondem aos medicamentos, ou que têm contraindicação e muitos efeitos colaterais ao usar o medicamento.

Procurando ajuda médica

Agora que você já sabe como melhorar a performance sexual e as opções de tratamento disponíveis para a falta de ereção, deve estar se perguntando: qual especialista procurar?

A área que trata da saúde sexual masculina é a urologia ou a andrologia. E, profissionais que se especializam nesta área podem ajudar a tratar desde os problemas mais simples, com o auxílio de terapia, até os casos mais sérios.

Se você está buscando ajuda para lidar com uma disfunção erétil em São Paulo, nada melhor que contar com quem é especialista no assunto.

Conheça o Instituto Cavalcanti de Andrologia e Performance

O Instituto Cavalcanti é um centro especializado em saúde masculina e performance sexual. 

Nossa missão é oferecer atendimento multidisciplinar para a recuperação, otimização da capacidade física, mental e sexual do homem.

Tudo em um ambiente moderno e aconchegante com estacionamento privativo com manobrista, para sua maior comodidade.

Chega de sofrer com problemas de ereção!

Agende uma consulta com um de nossos especialistas e melhore o seu desempenho sexual.

 

Sumário

Veja também

0

Seu Carrinho

    Produto Preço Qtd Total
Carrinho Vazio
nothing

Seu carrinho está vazio

Seu carrinho está vazio