Cirurgia de correção peniana: 2 principais motivos que levam ao procedimento

Conteúdo

Quais motivos levam um homem a fazer uma cirurgia de correção peniana? O principal deles é a doença de Peyronie, quando o pênis torna-se curvo.

Veja neste texto, quais outras causas podem levar a uma cirurgia de correção do órgão sexual.

O que é uma cirurgia de correção peniana?

É importante que os homens fiquem atentos à anatomia peniana. Ter um pênis levemente torto é normal para a maioria deles, porém, em alguns casos, essa curvatura é bastante acentuada, com ângulos superiores a 30 graus, e pode causar desconfortos durante a relação sexual.

As curvaturas penianas mais intensas podem ocorrer por dois motivos: congênito ou adquirido. Na curvatura congênita, a percepção do pênis torto ocorre logo no início da adolescência, quando começam as primeiras ereções.

Já na curvatura adquirida, que é quando é deflagrada a doença de Peyronie, normalmente, esse processo se dá a partir dos 40 anos, quando o homem percebe que antes tinha um pênis reto quando ereto, porém, o órgão passou a ter curvaturas para cima, para o lado ou para baixo quando fica excitado.

A curvatura adquirida, em sua fase inicial, pode ser resolvida com uso de medicamentos, e apenas quando passa para a fase crônica, quando a deformidade já está sedimentada, a cirurgia de correção peniana será a forma de tornar o órgão reto novamente.

Já para um pênis torto congênito, não há medicamentos para corrigir o formato, e nem sempre a cirurgia é necessária. Mas, caso a anatomia do órgão sexual atrapalhe ou inviabilize a relação sexual, a cirurgia para correção de curvatura peniana será a única solução.

Por que ocorre a doença de Peyronie?

O principal motivo que deflagra a doença de Peyronie são as pequenas fissuras que ocorrem durante o próprio sexual. Com o tempo, esses microtraumas formam placas fibróticas que vão causar o entortamento do pênis.

Segundo a Sociedade Brasileira de Urologia, até 20% dos homens podem sofrer com esse problema. Outros fatores de risco também podem influenciar na ocorrência das fibroses penianas:

A fase inicial da doença de Peyronie é chamada de fase inflamatória, quando o homem sente dores ao ficar ereto e durante a relação sexual. Neste momento, é quando os anti-inflamatórios, uso de técnicas de tração, terapia com ondas de choque de baixa intensidade e fisioterapia podem impedir a progressão da doença.

Na fase crônica, quando o pênis já está com a curvatura definida, é quando a única solução para corrigir o formato é por meio da cirurgia de correção peniana.

Quem tem Peyronie, pode ter como consequência a disfunção erétil, que também é uma causa do problema. Além disso, a patologia pode levar ao afinamento e encurtamento do pênis.

De acordo com o estágio da doença, a cirurgia de correção pode ser associada ao implante de uma prótese peniana. Por isso, é importante não protelar a busca pelo especialista ao notar que o pênis está ficando curvo.

Quais motivos levam um homem a fazer uma cirurgia de correção peniana? O principal deles é a doença de Peyronie, quando o pênis torna-se curvo. Veja neste texto, quais outras causas podem levar a uma cirurgia de correção do órgão sexual. O que é uma cirurgia de correção peniana? É importante que os homens fiquem atentos à anatomia peniana. Ter um pênis levemente torto é normal para a maioria deles, porém, em alguns casos, essa curvatura é bastante acentuada, com ângulos superiores a 30 graus, e pode causar desconfortos durante a relação sexual. As curvaturas penianas mais intensas podem ocorrer por dois motivos: congênito ou adquirido. Na curvatura congênita, a percepção do pênis torto ocorre logo no início da adolescência, quando começam as primeiras ereções. Já na curvatura adquirida, que é quando é deflagrada a doença de Peyronie, normalmente, esse processo se dá a partir dos 40 anos, quando o homem percebe que antes tinha um pênis reto quando ereto, porém, o órgão passou a ter curvaturas para cima, para o lado ou para baixo quando fica excitado. A curvatura adquirida, em sua fase inicial, pode ser resolvida com uso de medicamentos, e apenas quando passa para a fase crônica, quando a deformidade já está sedimentada, a cirurgia de correção peniana será a forma de tornar o órgão reto novamente. Já para um pênis torto congênito, não há medicamentos para corrigir o formato, e nem sempre a cirurgia é necessária. Mas, caso a anatomia do órgão sexual atrapalhe ou inviabilize a relação sexual, a cirurgia para correção de curvatura peniana será a única solução. Por que ocorre a doença de Peyronie? O principal motivo que deflagra a doença de Peyronie são as pequenas fissuras que ocorrem durante o próprio sexual. Com o tempo, esses microtraumas formam placas fibróticas que vão causar o entortamento do pênis. Segundo a Sociedade Brasileira de Urologia, até 20% dos homens podem sofrer com esse problema. Outros fatores de risco também podem influenciar na ocorrência das fibroses penianas: Diabetes, que leva a problemas de ereção; Disfunção erétil; Cirurgias prostáticas. A fase inicial da doença de Peyronie é chamada de fase inflamatória, quando o homem sente dores ao ficar ereto e durante a relação sexual. Neste momento, é quando os anti-inflamatórios, uso de técnicas de tração, terapia com ondas de choque de baixa intensidade e fisioterapia podem impedir a progressão da doença. Na fase crônica, quando o pênis já está com a curvatura definida, é quando a única solução para corrigir o formato é por meio da cirurgia de correção peniana. Quem tem Peyronie, pode ter como consequência a disfunção erétil, que também é uma causa do problema. Além disso, a patologia pode levar ao afinamento e encurtamento do pênis. De acordo com o estágio da doença, a cirurgia de correção pode ser associada ao implante de uma prótese peniana. Por isso, é importante não protelar a busca pelo especialista ao notar que o pênis está ficando curvo. Principais motivos para buscar a cirurgia de correção peniana Os principais motivos para buscar uma cirurgia de correção peniana para esses casos de pênis tortos é quando a curvatura causa: Dificuldade para penetrar; Dor no pênis nas relações sexuais; Dor para a parceria na penetração (excluídas as causas ginecológicas); A curvatura vai se tornando mais acentuada com o passar do tempo; Disfunção erétil. Como é realizada a cirurgia de correção de curvatura peniana? A técnica utilizada depende de vários fatores: Grau da Curvatura Presença de afilamentos e instabilidade axial Tamanho do Pênis do paciente Função erétil Em geral, a cirurgia de correção peniana visa corrigir a curvatura por meio de múltiplas incisões, associando ou não o implante de próteses penianas. O tamanho do pênis e a instabilidade axial são fatores decisivos para o médico entender qual o tipo de técnica será aplicada para promover a correção da curvatura na cirurgia. Geralmente, quando o paciente tem uma curvatura menor e um pênis mais longo, a técnica indicada é a plicatura, na qual serão realizados diversos pontos na região sã, que será encurtada e alinhada com o lado que está curvo, permitindo que o pênis volte a ficar reto. Nos casos nos quais o pênis é mais curto e a curvatura maior que 60 graus, a técnica será de enxertos, na qual as placas fibróticas serão abertas em diversas partes e inseridos enxertos de tecidos para restabelecer o calibre e tamanho do pênis no limite dos vasos, feixes nervosos e uretra, além de endireitar a curvatura. Para quem está com disfunção erétil, poderá ser implantada uma prótese peniana associada a uma técnica cirúrgica de alongamento também sem ou com enxertos. Leia mais: Tipos de prótese peniana Quanto custa uma cirurgia de correção de curvatura peniana? Quando o assunto é cirurgia de correção peniana, preço é uma questão que depende de muitos fatores, como: Hospital: se for particular, varia de R$ 4 a 12 mil em São Paulo; Prótese peniana (se for o caso): semirrígida varia de US$ 1.500 a 2.000 e Inflável de US$ 11 a 12 mil. Equipe médica: é muito variável, depende muito do tamanho e da experiência que a equipe tem com a doença. A maioria das equipes de andrologistas só passam o valor da cirurgia após uma consulta médica e avaliação do caso individualmente; Lembrando que pacientes que têm convênio médico podem usar o convênio para dispor do hospital e se for o caso da prótese. Os honorários de uma equipe particular, também podem ser reembolsados pelo convênio, de forma integral ou parcial. Portanto, é indicado que para saber o valor e outros detalhes, o paciente passe em consulta com o urologista/andrologista que se dedica à doença de Peyronie e disfunção erétil. O profissional irá apresentar opções para o seu caso, revelar qual a melhor técnica cirúrgica e apresentar os custos do procedimento em sua região ou em grandes centros como São Paulo.

Principais motivos para buscar a cirurgia de correção peniana

Os principais motivos para buscar uma cirurgia de correção peniana para esses casos de pênis tortos é quando a curvatura causa:

  • Dificuldade para penetrar;
  • Dor no pênis nas relações sexuais; 
  • Dor para a parceria na penetração (excluídas as causas ginecológicas);
  • A curvatura vai se tornando mais acentuada com o passar do tempo;
  • Disfunção erétil.

Como é realizada a cirurgia de correção de curvatura peniana?

A técnica utilizada depende de vários fatores: 

  • Grau da Curvatura
  • Presença de afilamentos e instabilidade axial 
  • Tamanho do Pênis do paciente 
  • Função erétil 

Em geral, a cirurgia de correção peniana visa corrigir a curvatura por meio de  múltiplas incisões, associando ou não o implante de próteses penianas. 

O tamanho do pênis e a instabilidade axial são fatores decisivos para o médico entender qual o tipo de técnica será aplicada para promover a correção da curvatura na cirurgia.

Geralmente, quando o paciente tem uma curvatura menor e um pênis mais longo, a técnica indicada é a plicatura, na qual serão realizados diversos pontos na região sã, que será encurtada e alinhada com o lado que está curvo, permitindo que o pênis volte a ficar reto.

Nos casos nos quais o pênis é mais curto e a curvatura maior que 60 graus, a técnica será de enxertos, na qual as placas fibróticas serão abertas em diversas partes e inseridos enxertos de tecidos para restabelecer o calibre e tamanho do pênis no limite dos vasos, feixes nervosos e uretra, além de endireitar a curvatura. 

Para quem está com disfunção erétil, poderá ser implantada uma prótese peniana associada a uma técnica cirúrgica de alongamento também sem ou com enxertos.

Leia mais:

Quanto custa uma cirurgia de correção de curvatura peniana?

Quando o assunto é cirurgia de correção peniana, preço é uma questão que depende de muitos fatores, como: 

  • Hospital: se for particular,  varia de R$ 4 a 12 mil em São Paulo;
  • Prótese peniana (se for o caso): semirrígida varia de  US$ 1.500 a 2.000  e Inflável de US$ 11 a 12 mil.
  • Equipe médica: é muito variável, depende muito do tamanho e da experiência que a equipe tem com a doença. A maioria das equipes de andrologistas só passam o valor da cirurgia após uma consulta médica e avaliação do caso individualmente;
  • Lembrando que pacientes que têm convênio médico podem usar o convênio para dispor do hospital e se for o caso da prótese. Os honorários de uma equipe particular, também podem ser reembolsados pelo convênio, de forma integral ou parcial. 

Portanto, é indicado que para saber o valor e outros detalhes, o paciente passe em consulta com o urologista/andrologista que se dedica à doença de Peyronie e disfunção erétil.

O profissional irá apresentar opções para o seu caso, revelar qual a melhor técnica cirúrgica e apresentar os custos do procedimento em sua região ou em grandes centros como São Paulo. 

Ebook Prótese Peniana

Home – Marco Túlio

Dr. Marco Túlio Cavalcanti Urologista e Andrologista. Disfunção Erétil e Impotência sexual: dê fim a esse tormento. Prótese do Pênis: a retomada da sua vida sexual. Doença Peyronie: correção da curvatura, recuperação do tamanho e calibre do pênis. Reposição Hormonal: retome o seu desempenho.

Instagram: @dr.mtcavalcanti

Youtube: Dr. Marco Túlio Cavalcanti

www.drmarcotuliourologista.com.br

Leia também

Potência sexual: o que pode prejudicar o desempenho?

Potência sexual: o que pode prejudicar o desempenho?

A maioria dos homens sonha com uma potência sexual que garanta um bom desempenho na cama. No entanto, em certas…
Quando o homem ejacula rápido o que pode ser?

Quando o homem ejacula rápido o que pode ser?

Antes de responder, imagine a situação: você tomou aquele banho, se perfumou, tomou uma taça de vinho para relaxar, tudo…
Sexo bom depois dos 40: você pode continuar tendo uma vida sexual saudável

Sexo bom depois dos 40: você pode continuar tendo uma vida sexual saudável

Que o sexo é bom nós não temos dúvida, mas e depois dos 40?  Se você está em boa saúde…
Translate »