Varizes no pênis: isso realmente existe?

Conteúdo

Muitos homens percebem que têm veias saltadas no órgão sexual e imaginam que estão com varizes no pênis. Nem sempre uma veia com essa aparência vai ser sinal de algum problema. Veja neste texto como reconhecer do que se trata uma veia do pênis inchada e quando é recomendável buscar uma ajuda médica. Existe varizes no pênis? As varizes são veias dilatadas, anormais, superficiais e alongadas, que ocorrem tradicionalmente nos membros inferiores, mas podem surgir em outras partes do corpo, inclusive na região pélvica. São provocadas por insuficiência das válvulas venosas, que geram refluxo e represamento do sangue, daí surge a dilatação. Quando se nota uma condição parecida no órgão sexual masculino é preciso avaliar se é apenas uma veia saltada no pênis ou uma veia dura no sulco coronal. Quando o homem tem uma veia “inchada” no pênis, pode não ser nada além de uma característica normal dele, que é ter veias saudáveis e calibrosas. Assim, ao ter uma ereção, as veias podem parecer um tanto maiores durante e logo após o ato sexual. Não se trata de varizes no pênis, nestes casos, ele não sente nenhuma dor ou desconforto antes, durante ou após a relação sexual. No entanto, quando o homem percebe uma “veia” dura no pênis, pode não ser propriamente uma veia, mas um vaso linfático que está inchado devido a uma condição conhecida como linfangite esclerosante peniana. Esse é um quadro raro e benigno, no qual o vaso linfático endurece e está conectado a uma veia no pênis, ficando semelhante a um cordão endurecido na região peniana, que pode ser confundido com uma veia. Essa condição não é grave, no entanto, causa alguns desconfortos, como: dor ao toque, inchaço na região e até erupções no pênis. Quando o homem sofre de linfangite, mesmo quando o pênis está flácido, ele nota esse cordão rígido. A linfangite ocorre devido a traumas ocasionados em relações sexuais muito vigorosas, cicatrizes provocadas pela circuncisão ou até mesmo ao fato de o homem não ser circuncidado. Leia mais sobre: Ejaculação retrógrada Doença de Mondor também pode ser confundida com varizes no pênis Outro quadro bastante semelhante a varizes no pênis, é a trombose da veia dorsal do órgão sexual masculino, muitos conhecem como Doença de Mondor, que também pode causar muita dor no pênis, quando provoca processos inflamatórios. Com isso, a tromboflebite superficial apresenta sintomas como inchaço e vermelhidão na região do pênis, acompanhada de uma veia palpável dura e muito dolorosa. Essa veia trata-se de um vaso trombosado, que se assemelha a um fio de arame entrelaçado. Pode ocorrer devido a uma prolongada e intensa atividade sexual. Além dessas condições, ainda há uma terceira situação que é uma veia anormalmente dilatada dentro do saco escrotal, neste caso, trata-se mesmo de uma varize e a condição é conhecida como varicocele. Esse quadro traz muitos desconfortos, porque os sintomas de varicocele são: inchaço, dores e sensação de peso nos testículos, especialmente no decorrer do dia e ao praticar exercícios físicos, e ainda está associada a quadros de infertilidade masculina. Qual é o tratamento para esses problemas? Nem sempre o diagnóstico desses problemas é assim tão simples, por isso, buscar um médico especializado é muito importante. Além de consulta, quando o médico investiga o histórico do paciente e realiza exames físicos, que envolvem palpação do pênis, pode solicitar exames de sangue e de outros tipos para atestar doenças sexualmente transmissíveis. Uma biópsia ou um ultrassom doppler peniano também vão ajudar a definir a causa exata do problema que se confunde com varizes no pênis. Se o problema for a linfangite esclerosante, o tratamento pode ser um pouco demorado e passar por anti-inflamatórios não esteroides, para diminuir sintomas como dor e inchaço, ou caso tenha sido provocada por uma DST, o tratamento pode envolver uso de antibióticos. Neste último caso, parceiros também deverão tomar medicação antibiótica. Para a Doença de Mondor, o tratamento conservador também é o indicado, envolvendo também os anti-inflamatórios não esteroides e anticoagulante (heparina de baixo peso molecular). Porém, em outras situações, pode ser necessário um procedimento cirúrgico para desobstrução. Tanto na linfangite como na trombose da veia dorsal, o médico também aconselha que o paciente faça uma pausa na atividade sexual até que o tratamento surta efeito, para não provocar ainda mais irritação na área peniana. Para a varicocele, o principal tratamento é cirúrgico, para desbloqueio do fluxo do sangue nas veias que estão causando o quadro. As opções são a varicocele microscópica e laparoscópica. Conclusão Os homens, de modo geral, devem começar a prestar mais atenção no próprio corpo e buscar ajuda médica, porque a tendência é que deixem o problema passar por si só. Essa conduta pode permitir o agravamento de um quadro que poderia ter tido um tratamento mais fácil, se fosse realizado de forma precoce. Então, quando sentir que tem alguma coisa que não vai bem no órgão sexual, como a impressão de varizes no pênis, não deve ter nenhum receio de buscar ajuda especializada. Acreditem, ao tomar essa iniciativa, estão contribuindo imensamente para a própria saúde.

Muitos homens percebem que têm veias saltadas no órgão sexual e imaginam que estão com varizes no pênis. Nem sempre uma veia com essa aparência vai ser sinal de algum problema.

Veja neste texto como reconhecer do que se trata uma veia do pênis inchada e quando é recomendável buscar uma ajuda médica.

Existe varizes no pênis?

As varizes são veias dilatadas, anormais, superficiais e alongadas, que ocorrem tradicionalmente nos membros inferiores, mas podem surgir em outras partes do corpo, inclusive na região pélvica. São provocadas por insuficiência das válvulas venosas, que geram refluxo e represamento do sangue, daí surge a dilatação.

Quando se nota uma condição parecida no órgão sexual masculino é preciso avaliar se é apenas uma veia saltada no pênis ou uma veia dura no sulco coronal. 

Quando o homem tem uma veia “inchada” no pênis, pode não ser nada além de uma característica normal dele, que é ter veias saudáveis e calibrosas. Assim, ao ter uma ereção, as veias podem parecer um tanto maiores durante e logo após o ato sexual.

Não se trata de varizes no pênis, nestes casos, ele não sente nenhuma dor ou desconforto antes, durante ou após a relação sexual.

No entanto, quando o homem percebe uma “veia” dura no pênis, pode não ser propriamente uma veia, mas um vaso linfático que está inchado devido a uma condição conhecida como linfangite esclerosante peniana.

Esse é um quadro raro e benigno, no qual o vaso linfático endurece e está conectado a uma veia no pênis, ficando semelhante a um cordão endurecido na região peniana, que pode ser confundido com uma veia. 

Essa condição não é grave, no entanto, causa alguns desconfortos, como: dor ao toque, inchaço na região e até erupções no pênis. 

Quando o homem sofre de linfangite, mesmo quando o pênis está flácido, ele nota esse cordão rígido.

A linfangite ocorre devido a traumas ocasionados em relações sexuais muito vigorosas, cicatrizes provocadas pela circuncisão ou até mesmo ao fato de o homem não ser circuncidado.

Leia mais sobre:

Doença de Mondor também pode ser confundida com varizes no pênis

Outro quadro bastante semelhante a varizes no pênis, é a trombose da veia dorsal do órgão sexual masculino, muitos conhecem como Doença de Mondor, que também pode causar muita dor no pênis,  quando provoca processos inflamatórios.

Com isso, a tromboflebite superficial apresenta sintomas como inchaço e vermelhidão na região do pênis, acompanhada de uma veia palpável dura e muito dolorosa.

Essa veia trata-se de um vaso trombosado, que se assemelha a um fio de arame entrelaçado. Pode ocorrer devido a uma prolongada e intensa atividade sexual.

Além dessas condições, ainda há uma terceira situação que é uma veia anormalmente dilatada dentro do saco escrotal, neste caso, trata-se mesmo de uma varize e a condição é conhecida como varicocele.

Esse quadro traz muitos  desconfortos, porque os sintomas de varicocele são: inchaço, dores e sensação de peso nos testículos, especialmente no decorrer do dia e ao praticar exercícios físicos, e ainda está associada a quadros de infertilidade masculina.

ebook disfunção erétil

Qual é o tratamento para esses problemas?

Nem sempre o diagnóstico desses problemas é assim tão simples, por isso, buscar um médico especializado é muito importante.

Além de consulta, quando o médico investiga o histórico do paciente e realiza exames físicos, que envolvem palpação do pênis, pode solicitar exames de sangue e de outros tipos para atestar doenças sexualmente transmissíveis.

Uma biópsia ou um ultrassom doppler peniano também vão ajudar a definir a causa exata do problema que se confunde com varizes no pênis.

Se o problema for a linfangite esclerosante, o tratamento pode ser um pouco demorado e passar por anti-inflamatórios não esteroides, para diminuir sintomas como dor e inchaço, ou caso tenha sido provocada por uma DST, o tratamento pode envolver uso de antibióticos. Neste último caso, parceiros também deverão tomar medicação antibiótica.

Para a Doença de Mondor, o tratamento conservador também é o indicado, envolvendo também os anti-inflamatórios não esteroides e anticoagulante (heparina de baixo peso molecular). Porém, em outras situações, pode ser necessário um procedimento cirúrgico para desobstrução.

Tanto na linfangite como na trombose da veia dorsal, o médico também aconselha que o paciente faça uma pausa na atividade sexual até que o tratamento surta efeito, para não provocar ainda mais irritação na área peniana. 

Para a varicocele, o principal tratamento é cirúrgico, para desbloqueio do fluxo do sangue nas veias que estão causando o quadro. As opções são a varicocele microscópica e laparoscópica.

Conclusão

Os homens, de modo geral, devem começar a prestar mais atenção no próprio corpo e buscar ajuda médica, porque a tendência é que deixem o problema passar por si só. Essa conduta pode permitir o agravamento de um quadro que poderia ter tido um tratamento mais fácil, se fosse realizado de forma precoce.

Então, quando sentir que tem alguma coisa que não vai bem no órgão sexual, como a impressão de varizes no pênis, não deve ter nenhum receio de buscar ajuda especializada. Acreditem, ao tomar essa iniciativa, estão contribuindo imensamente para a própria saúde.

 

Leia também

Potência sexual: o que pode prejudicar o desempenho?

Potência sexual: o que pode prejudicar o desempenho?

A maioria dos homens sonha com uma potência sexual que garanta um bom desempenho na cama. No entanto, em certas…
Quando o homem ejacula rápido o que pode ser?

Quando o homem ejacula rápido o que pode ser?

Antes de responder, imagine a situação: você tomou aquele banho, se perfumou, tomou uma taça de vinho para relaxar, tudo…
Sexo bom depois dos 40: você pode continuar tendo uma vida sexual saudável

Sexo bom depois dos 40: você pode continuar tendo uma vida sexual saudável

Que o sexo é bom nós não temos dúvida, mas e depois dos 40?  Se você está em boa saúde…
Translate »