Botox no pênis: saiba quais são as indicações

Conteúdo

Vocês sabiam que o botox no pênis pode melhorar a estética do órgão sexual e ajudar a solucionar a disfunção erétil?

Continue lendo esse post para entender mais sobre o assunto.

O uso do botox no pênis pode ser estético e funcional?

Em 1897, descobriu-se que a toxina botulínica, que é produzida por um tipo de bactéria. Muitos anos depois, descobriu-se que tinha diversas propriedades que se comprovaram importantes na estética ao longo do tempo, como promover a paralisação da musculatura esquelética e lisa e evitar a contração muscular.

Essa toxina tem 7 sorotipos, sendo o A, o mais utilizado na medicina. É nesta categoria onde está o botox.

Não é de hoje que o botox é utilizado para a estética tanto na dermatologia como na cirurgia plástica. Em muitos casos, proporciona uma correção de rugas e marcas de expressão na face.

Além disso, outras condições médicas também estão tendo o botox como uma forma de tratamento, como aqueles problemas relacionados ao sistema musculoesquelético. Na ortopedia e reumatologia, a toxina botulínica tem sido utilizada em condições como artrose nos joelhos ou outros problemas ortopédicos.

 Mas, sabia que essa substância também pode ser utilizada para patologias sexuais masculinas?

Botox para disfunção erétil

Diversos recursos podem ser utilizados na medicina sexual para tratar a disfunção erétil, desde os medicamentos vasodilatadores, reabilitação peniana (vacuoterapia e fisioterapia), injeções penianas e até, em último caso, o implante de próteses penianas.

Agora um estudo clínico apontou que o botox também pode ser uma forma de tratamento da disfunção erétil. 

O estudo partiu da aplicação do botox dentro dos corpos cavernosos dos pênis de  homens que apresentavam problemas de ereção e não obtiveram bons resultados com outros métodos de tratamento, como as medicações injetáveis e os remédios orais.

Mais da metade desses homens relataram que, a partir da aplicação do botox no pênis com uma técnica específica, a função erétil melhorou associada a uma dosagem do medicamento Sildenafila.

Então, a partir desse estudo foi levantada a hipótese que a propriedade do botox de relaxar a musculatura lisa intracavernosa do pênis, melhoraria o influxo de sangue no órgão sexual.

De acordo com essa hipótese, o botox inibiria as vias adrenérgicas (que fazem a contração do pênis) e as colinérgicas e deixaria uma via ativa, que é a não adrenérgica e colinérgica, o que favorece a melhoria da ereção.

Além desse estudo, outros estão em andamento com um grupo masculino maior, e também alguns resultados já foram promissores para a medicina sexual a partir de  experimentos realizados em animais.

Vocês sabiam que o botox no pênis pode melhorar a estética do órgão sexual e ajudar a solucionar a disfunção erétil? Continue lendo esse post para entender mais sobre o assunto. O uso do botox no pênis pode ser estético e funcional? Em 1897, descobriu-se que a toxina botulínica, que é produzida por um tipo de bactéria. Muitos anos depois, descobriu-se que tinha diversas propriedades que se comprovaram importantes na estética ao longo do tempo, como promover a paralisação da musculatura esquelética e lisa e evitar a contração muscular. Essa toxina tem 7 sorotipos, sendo o A, o mais utilizado na medicina. É nesta categoria onde está o botox. Não é de hoje que o botox é utilizado para a estética tanto na dermatologia como na cirurgia plástica. Em muitos casos, proporciona uma correção de rugas e marcas de expressão na face. Além disso, outras condições médicas também estão tendo o botox como uma forma de tratamento, como aqueles problemas relacionados ao sistema musculoesquelético. Na ortopedia e reumatologia, a toxina botulínica tem sido utilizada em condições como artrose nos joelhos ou outros problemas ortopédicos. Mas, sabia que essa substância também pode ser utilizada para patologias sexuais masculinas? Botox para disfunção erétil Diversos recursos podem ser utilizados na medicina sexual para tratar a disfunção erétil, desde os medicamentos vasodilatadores, reabilitação peniana (vacuoterapia e fisioterapia), injeções penianas e até, em último caso, o implante de próteses penianas. Agora um estudo clínico apontou que o botox também pode ser uma forma de tratamento da disfunção erétil. O estudo partiu da aplicação do botox dentro dos corpos cavernosos dos pênis de homens que apresentavam problemas de ereção e não obtiveram bons resultados com outros métodos de tratamento, como as medicações injetáveis e os remédios orais. Mais da metade desses homens relataram que, a partir da aplicação do botox no pênis com uma técnica específica, a função erétil melhorou associada a uma dosagem do medicamento Sildenafila. Então, a partir desse estudo foi levantada a hipótese que a propriedade do botox de relaxar a musculatura lisa intracavernosa do pênis, melhoraria o influxo de sangue no órgão sexual. De acordo com essa hipótese, o botox inibiria as vias adrenérgicas (que fazem a contração do pênis) e as colinérgicas e deixaria uma via ativa, que é a não adrenérgica e colinérgica, o que favorece a melhoria da ereção. Além desse estudo, outros estão em andamento com um grupo masculino maior, e também alguns resultados já foram promissores para a medicina sexual a partir de experimentos realizados em animais. Botox para estética peniana Um estudo norte-americano revelou que o uso do botox no pênis pode melhorar a aparência do órgão sexual quando está no estado flácido, ou seja, sem nenhuma atividade sexual. Muitos homens não gostam que o órgão sexual fique com uma aparência encolhida neste momento de repouso sexual ou até mesmo quando está um clima frio. Neste caso, o uso do botox no pênis, aplicado em uma fáscia da musculatura peniana, conhecida como Dartos, pode ajudar a melhorar essa aparência. Para esse resultado, são realizadas microdoses da substância diluída em vários pontos externos do pênis para paralisar a musculatura e impedir o encolhimento do órgão sexual. Esse resultado foi obtido a partir de um experimento com homens que relataram uma melhora no tamanho do pênis flácido após as microaplicações de botox. No entanto, vale ressaltar que não haverá uma mudança no tamanho do pênis ereto ou esticado. O pico da melhora da aparência do pênis flácido foi após 5 semanas da aplicação do botox. O efeito da toxina botulínica no órgão sexual será por 4 a 6 meses. Isso significa que o paciente que quiser esse efeito deverá continuar aplicando o botox após passado esse tempo. Homens com disfunção erétil precisam de ajuda médica A partir dos 40 anos, muitos homens podem manifestar algum grau de disfunção erétil. Em muitos casos, problemas de ereção podem estar relacionados à baixa hormonal, em outros, tem a ver com o próprio processo do envelhecimento, que promove um desgaste no tecido peniano. Algumas doenças como o diabetes e até problemas cardiovasculares também podem apresentar a impotência sexual como um dos sintomas. Por isso, é muito importante que os homens que estão manifestando alguma disfunção sexual, procure uma ajuda médica. A especialidade que cuida da vida sexual masculina é a andrologia, que é uma subespecialidade da urologia. Tratamento da disfunção erétil Ao procurar um médico, ele irá fazer uma anamnese profunda para entender o histórico médico do paciente, solicitar exames para entender se existem condições subjacentes que estão levando aos problemas de ereção e apresentar algumas soluções. Por exemplo, iniciar com o tratamento de primeira linha, que utiliza as medicações vasodilatadoras. Na consulta, o andrologista irá esclarecer como funciona o Viagra e outros medicamentos que têm a mesma finalidade, os efeitos colaterais, qual a dose certa caso a caso , etc. Já em outros casos, podem ser indicados tratamentos como a reabilitação peniana, para homens que ficarem com desuso sexual do pênis por muito tempo, o que inclui técnicas como a vacuoterapia, que prevê o uso de bomba peniana. Além disso, o tratamento com ondas de choque de baixa intensidade também pode ser uma solução para minimizar os problemas de ereção. Cada caso será avaliado, em algumas situações, os homens podem preferir a injeção peniana, aplicada pouco antes do momento da relação sexual. Mas se for uma disfunção erétil em jovens, o médico também irá avaliar se existe alguma condição psicogênica que está atrapalhando a vida sexual do paciente. Conclusão Quaisquer problemas relacionados à saúde masculina merecem a devida atenção. Embora os homens sejam mais receosos de frequentar consultórios médicos com mais frequência, essa iniciativa pode aliviar muitos desconfortos relacionados à vida sexual. Por isso, o ideal é que o público masculino desenvolva o hábito de frequentar o médico de forma preventiva, o que pode evitar muitos problemas.

Botox para estética peniana

Um estudo norte-americano revelou que o uso do botox no pênis pode melhorar a aparência do órgão sexual quando está no estado flácido, ou seja, sem nenhuma atividade sexual.

Muitos homens não gostam que o órgão sexual fique com uma aparência encolhida neste momento de repouso sexual ou até mesmo quando está um clima frio.

Neste caso, o uso do botox no pênis, aplicado em uma fáscia da musculatura peniana, conhecida como Dartos, pode ajudar a melhorar essa aparência.

Para esse resultado, são realizadas microdoses da substância diluída em vários pontos externos do pênis para paralisar a musculatura e impedir o encolhimento do órgão sexual.

Esse resultado foi obtido a partir de um experimento com homens que relataram uma melhora no tamanho do pênis flácido após as microaplicações de botox. No entanto, vale ressaltar que não haverá uma mudança no tamanho do pênis ereto ou esticado.

O pico da melhora da aparência do pênis flácido foi após 5 semanas da aplicação do botox. O efeito da toxina botulínica no órgão sexual será por 4 a 6 meses. Isso significa que o paciente que quiser esse efeito deverá continuar aplicando o botox após passado esse tempo.

Homens com disfunção erétil precisam de ajuda médica

A partir dos 40 anos, muitos homens podem manifestar algum grau de disfunção erétil. 

Em muitos casos, problemas de ereção podem estar relacionados à baixa hormonal, em outros, tem a ver com o próprio processo do envelhecimento, que promove um desgaste no tecido peniano.

Algumas doenças como o diabetes e até problemas cardiovasculares também podem apresentar a impotência sexual como um dos sintomas.

Por isso, é muito importante que os homens que estão manifestando alguma disfunção sexual, procure uma ajuda médica. A especialidade que cuida da vida sexual masculina é a andrologia, que é uma subespecialidade da urologia.

Ebook Disfunção erétil

Tratamento da disfunção erétil

Ao procurar um médico, ele irá fazer uma anamnese profunda para entender o histórico médico do paciente, solicitar exames para entender se existem condições subjacentes que estão levando aos problemas de ereção e apresentar algumas soluções. Por exemplo, iniciar com o tratamento de primeira linha, que utiliza as medicações vasodilatadoras.

Na consulta, o andrologista irá esclarecer como funciona o Viagra e outros medicamentos que têm a mesma finalidade, os efeitos colaterais, qual a dose certa caso a caso , etc.

Já em outros casos, podem ser indicados tratamentos como a reabilitação peniana, para homens que ficarem com desuso sexual do pênis por muito tempo, o que inclui técnicas como a vacuoterapia, que prevê o uso de bomba peniana.

Além disso, o tratamento com ondas de choque de baixa intensidade também pode ser uma solução para minimizar os problemas de ereção.

Cada caso será avaliado, em algumas situações, os homens podem preferir a injeção peniana, aplicada pouco antes do momento da relação sexual.

Mas se for uma disfunção erétil em jovens, o médico também irá avaliar se existe alguma condição psicogênica que está atrapalhando a vida sexual do paciente.

Conclusão

Quaisquer problemas relacionados à saúde masculina merecem a devida atenção. Embora os homens sejam mais receosos de frequentar consultórios médicos com mais frequência, essa iniciativa pode aliviar muitos desconfortos relacionados à vida sexual.

Por isso, o ideal é que o público masculino desenvolva o hábito de frequentar o médico de forma preventiva, o que pode evitar muitos problemas.

Home – Marco Túlio

Dr. Marco Túlio Cavalcanti Urologista e Andrologista. Disfunção Erétil e Impotência sexual: dê fim a esse tormento. Prótese do Pênis: a retomada da sua vida sexual. Doença Peyronie: correção da curvatura, recuperação do tamanho e calibre do pênis. Reposição Hormonal: retome o seu desempenho.

Instagram: @dr.mtcavalcanti

Youtube: Dr. Marco Túlio Cavalcanti

www.drmarcotuliourologista.com.br

Leia também

Potência sexual: o que pode prejudicar o desempenho?

Potência sexual: o que pode prejudicar o desempenho?

A maioria dos homens sonha com uma potência sexual que garanta um bom desempenho na cama. No entanto, em certas…
Quando o homem ejacula rápido o que pode ser?

Quando o homem ejacula rápido o que pode ser?

Antes de responder, imagine a situação: você tomou aquele banho, se perfumou, tomou uma taça de vinho para relaxar, tudo…
Sexo bom depois dos 40: você pode continuar tendo uma vida sexual saudável

Sexo bom depois dos 40: você pode continuar tendo uma vida sexual saudável

Que o sexo é bom nós não temos dúvida, mas e depois dos 40?  Se você está em boa saúde…
Translate »